sexta-feira, 27 de novembro de 2015

VAISHLACH - E ENVIOU



VAISHLACH - E ENVIOU

Gênesis 32: 3 a 36: 43
Obadias 1:1 a 21
Mateus: 16: 13 a 28 e João. 21: 1 a 19

E enviou Jacó mensageiros diante de si a Esaú, seu irmão, à terra de Seir, o território de Edom, 
(Gen 32:3)

Jacó foi em toda a sua vida um sofredor. O Patriarca, por quem seriam chamados todos os descendentes de Abraão, lutou desde o momento de seu nascimento quando agarrava o calcanhar de seu irmão, até o momento de sua morte, longe da Terra Prometida, vivendo no Egito.
No início de sua vida, fez com a força de seus braços, com sua sagacidade, as conquistas que entendia lhe serem devidas, e sofreu muito por isso.

Comprou a Primogenitura de seu irmão, mesmo tendo Deus declarado que seu irmão o serviria;
Enganou a seu pai, para ser abençoado; nós nunca saberemos o que aconteceria se Jacó tivesse confiado em Deus;
Jacó nunca mais vê sua mãe, que tanto lhe amava;
Jacó vai trabalhar para seu sogro e é terrivelmente enganado por ele diversas vezes;
Jacó tem de fugir com toda sua família e quando foi achado por seu sogro ainda é humilhado;
Enfim Jacó, tem de enfrentar agora o momento mais terrível de sua vida... Vai ter de enfrentar a fúria do seu irmão que jurou matá-lo, pois por ele foi enganado...

Jacó, usando a mesma forma de agir de sempre, depois de enviar mensageiros a seu irmão, ora a Deus pedindo livramento e ao mesmo tempo envia presentes a Esaú seu irmão, na expectativa de lhe abrandar a fúria. Esaú vem ao seu encontro com um exército...

Jacó com medo da vingança e fúria de seu irmão, decide separar em dois grupos suas mulheres e filhos, para que se Esaú desse contra um o outro grupo pudesse fugir e sobreviver.... A Luta pela sobrevivência, transformou-se na luta mais terrível que Jacó estava por enfrentar, era o que ele pensava.

Quando ele fez com que todos passassem pelo ribeiro em direção da Terra da Promessa, Jacó fica sozinho e então se vê lutando com Deus. Ele achava que a sua luta era contra o irmão, mas, descobriu algo muito marcante, para toda a sua vida... Quando Deus tem um propósito com as nossas vidas, a maoir luta que travamos é contra nós mesmos, e Deus vem ao nosso auxílio para nos fazer perder esta batalha... Quando amamos a nossa vida sem Deus, haveremos de perdê-la, mas, se desprezamos a vida em que fazemos tudo pela força de nosso braço, ou por nossa sagacidade, aí achamos a Vida que Deus sonhou para nós...

Deus nos ama tanto que perde uma noite toda, deixando-nos achar que podemos lutar com Ele. Na hora de ir, quando Jacó declara que não o deixará ir, se não o abençoar, um toque na articulação de sua coxa, o faz mancar para sempre, para que percebesse, que não havia condição alguma de lutar contra Deus, mas, Deus permite para que possamos chegar à Conclusão que sem Ele, nós nada podemos fazer...

Quando o Anjo do Eterno (Yeshua antes de manifestar-se em carne), pergunta: - Qual é o seu nome? O Patrarca declara: JACÓ - YACOV - Suplantador, enganador, embusteiro, é o meu nome...

Pois a declaração que se segue é a marca da atuação de Deus na vida das pessoas. Deus passa a chamá-lo de Israel. Israel nome que indica um homem segundo Deus, tem curiosamente o nome de cada um dos patriarcas sepultados na caverna de Macpelah, a saber: I de seu pai Itzchak, S de Sarah; R de Rivka; A de Avraham e L de Lea, sua primeira mulher.

Alguns que clamam pela Presença de Deus, pela Manifestação Poderosa de Deus em suas vidas, jamais poderiam imaginar que mancariam para o resto de suas vidas, depois deste encontro. Quando Jacó, reconhece quem é, o quanto falhou, o quanto fez para alcançar o que queria, e isso não o livrou de deparar-se com o seu passado, e que só O Eterno poderia libertá-lo de si mesmo. O Grande inimigo, não era o seu irmão, era ele mesmo... Deus lhe promete prosperá-lo ainda mais, fazer dele uma multidão de povos, assim como Isaque seu pai, recebeu tal promessa de seu pai Abraão, tudo isso agora pertence a Israel.

Temeroso ainda Israel encontra-se com Esaú que o abraça com saudade, choram juntos amargamente, porque o mais velho não se importava mesmo com o que Jacó valorizava tanto, mas, Esaú, o amava mesmo assim, mesmo sendo traído por seu irmão, o perdoa, embora suas intenções não fossem tão claras para Jacó, que prefere desculpar-se e manter uma distância razoável de seu irmão, que volta para a sua terra, sendo que os encontros futuros seriam de seus descendentes que viveriam em guerra até todos os descendentes de Esaú fossem definitivamente erradicados da face da Terra.

Edom (Esaú), que toma mulheres para si entre outras nações, contamina-se com seus deuses, e gera descendência nos filhos de Ismael, de onde surge Amaleque, que será um povo odioso, sob a influência do Mal, que perseguirá por todas as gerações os filhos de Israel.

Deus passa a falar com Israel e a conduzí-lo em cada um de seus passos, embora continue o Patriarca a sofrer com situações tão terríveis em sua família, como o estupro de sua filha Dinah; a desonra de Simeão e Levi, que não obstante a palavra de seu pai, matam todos os homens de Siquém.
Dor mais profunda ainda é quando vê cumprida a maldição que dissera a seu sogro, acerca de quem teria roubado seus ídolos, sem saber que era a sua própria mulher, a amada Rachel.

Rachel morre em Betlehem, enquanto dava à Luz a Benjamim, a quem chamou Benoni - Filho das minhas dores...

Israel, que viu Deus mudar o seu destino, mesmo perdendo sua amada, decidiu não levar para sua casa e criar o Filho das dores, o filho do desespero e da tristeza, mas, BEN YAMIM - O Filho da Mão Direita, O Filho da Bênção. Esta forma de ver o mundo passa a ser a marca do Patriarca, que mesmo enfrentando as piores situações a quem poderíamos pensar, passou a confiar n´Aquele que muda destinos!

Shimon ben Yochanam, chamado por Yeshua para ser seu discípulo e apóstolo, tomou a iniciativa de dizer claramente quem ele cria que Yeshua era, Ele pelo Espírito Santo declara: " - Para mim, tu és o Mashiach, O Filho do Deus Vivo".

Yeshua reconhecendo que esta declaração vinha da parte do RUACH HAKODESH, chama Shimon de BEN YUNIS (Filho da Pomba), este não era o nome de seu pai, mas, Yeshua estava lhe dizendo que ele tornara-se filho da Revelação, Filho do Espírito, Filho de JONAS (YUNIS - Pomba).

Yeshua ainda declara: - tu és KEFAS" (Pedregulho), diante do Grande Monte Hermon, Yeshua compara Kefas, uma pedra sacada da Rocha da TZUR ISRAEL - A Rocha de Israel, sobre a qual O Estado de Israel foi fundado em 1948; o nome da 1ª Beit Knesset do Brasil, fundada em Recife; O Rocha de Esquina, a Rocha de Edificação; O Rochedo da Nossa Salvação.

Mesmo diante da pequenês de Kefas, em face da Grandeza do TZUR ISRAEL, Yeshua declara: "Eu te darei as chaves do Reino dos Céus"; "o que abrires ninguém fechará e o que fechares ninguém abrirá"; sobre esta TZUR edificarei a minha KEHILAH, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela... Ali em frente aos nichos esculpidos na Rocha para falsos deuses, diante do templo para o deus Pan; e os demais templos, Yeshua dá autoridade a Kefas e a todos quanto no futuro, pelo RUACH HAKODESH, forem conduzidos ao mesmo entendimento, que YESHUA É O FILHO DO DEUS VIVO!

Algo tão profundo, tão glorioso, não impediu de Pedro (Kefas), errar logo em seguida, aconselhando a Jesus parar de falar sobre sua morte na Cruz, O Mestre precisa repreendê-lo, percebendo ali uma atuação de Satanás.

Estes altos e baixos, momentos gloriosos e falhas horríveis, é a marca do ser humano. Tem sido a marca dos filhos de Israel, que não deixaram de ser também filhos de Jacó.
Pessoas cheias do Espírito Santo, que incrívelmente e horrivelmente se meterm em situações, em que todos se perguntam: Como pode?

Dependência de Deus! TOTAL DEPENDÊNCIA DE DEUS é a resposta... No dia que o homem achar que deixou de ser o VERMEZINHO DE JACÓ, este está fadado à destruição...

Quando Pedro percebe que era o Mestre como que zombando dele e dos outros discípulos que passaram a noite pescando sem pegar nada, quando Jesus diz de longe: "PEGARAM ALGUMA COISA?"

Yeshua diz para que eles lançassem as redes pelo lado direito do barco. Talvez já tivessem feito isso tantas vezes naquela noite, mas, à voz daquele que da Praia, tinha sobre as brasas pão quente e peixe, viram as redes se encherem de 153 GRANDES PEIXES....

Kefas, percebendo por este milagre tão grande que só um podia fazer algo assim, veste-se e se lança ao mar... O Apóstolo talvez cresce que as águas de novo seriam um solo firme para os seus pés, mas, para ele ali não mais importava, pois se as águas não se firmassem ele iria nadando, mas, ele queria estar com Jesus novamente... Por segundos Kefas se esquece que há poucos dias havia O havia negado três vezes, mesmo sendo advertido...

Yeshua por três vezes pergunta se Kefas o amava... O jogo das palavras usadas por João em grego, nos leva a entender que Pedro percebe que não consegue amar a Yeshua, com o Amor Perfeito que tinha sido amado, e por três vezes Yeshua lhe diz: "ENTÃO, pastoreia as minhas ovelhas" - em outras palavras: Faça alguma coisa da sua declaração, porque até aqui você tem dito tantas coisas, mas, de tais palavras não tem feito coisa alguma...

Yeshua ensina a Kefas e a nós, que se ele seguisse nesta "toada", em algum tempo ele se tornaria um "velho gagá", que iria para onde as pessoas o levassem e vestiria o que as pessoas lhe dessem para vestir. Yeshua com isso lhe questionava sobre que tipo de morte, Kefas glorificaria a YESHUA.

Pois quando Kefas foi morto, pela tradição cristã, ao ser crucificado como o Mestre, pede que pudesse ser martirizado de cabeça para baixo, para que não imitasse O Senhor.

De qualquer forma, as lições estão aí para nós e para a nossa geração. Encontrar-se pessoalemente com Deus é a marca para uma vida de sucesso. O Sucesso, não indica que não falharemos de novo, que deixaremos em algum momento de depender de Deus, pelo contrário, quanto mais Deus nos usar, mais precisaremos Dele, pois SEM JESUS, NÓS NADA PODEMOS FAZER.

O Salmo 24 questiona: "Quem subirá ao Monte do Eterno e quem há de permanecer no Seu Santo Lugar? O que é limpo de mãos e puro de coração" - O ÚNICO ASSIM É YESHUA....

Mas, também o  Salmista diz: "Assim é a geração daqueles que buscam a Face do Deus de YACOV".

Aqueles que buscam a Face do Deus de Yacov, do Deus que muda história, que transforma vidas, que muda destinos, são aqueles que por YESHUA, poderão subir e permanecer no Monte Santo do Eterno, não por seus méritos, porque ninguém tem méritos para isso, mas, por ELE, PARA ELE, PARA A GLÓRIA DELE ETERNAMENTE....

Quando nos encontramos com Deus face a face, como Israel, Ele nos revela quem somos, e nós conhecemos quem Ele é!

O Sujo se sujará mais ainda, o ímpio cometerá mais impiedade, mas, cabe a nós, que dependemos de Deus que nos santifiquemos cada vez mais ainda... Isso não está em nós, está Nele. Temos que percebendo quem é que está diante de nós, largarmos tudo e corrermos para O Seu Encontro. O Encontro pode sim ser um confronto, pode sim nos deixar marcados para sempre, mas, SÓ HÁ SALVAÇÃO EM SEU NOME! Só há Esperança nele...

Yacov enviou mensageiros para saber como seu irmão o trataria, seu grande medo, era ter de encontrar-se com o seu passado... Deixe o seu passado nas mãos de Yeshua, encontre-se com Ele e conheça o seu futuro!

Há anos atrás, um iehudi, que não crê ainda que Yeshua é O Mashiach me disse que a frase:

ANI ELOHIM - EU SOU DEUS - BEIVRIT (Em hebraico), já que cada letra corresponde a um número, revela o que os discípulos de Yeshua e Kefas entenderam assim que desceram naquela praia...

 אני אלוהים
א - 1
נ - 50
י - 10
א - 1
ל - 30
ו - 6
ה - 5
י - 10
ם - 40

TOTAL = 153 - EU SOU DEUS!!!!



KI MITZION TETZSEH TORAH
U´DEVAR ADONAI MIYERUSHALAIM!
(Porque de Sião sairá a Lei e a Palavra do Eterno de Jerusalém!)


Alguém que precisa de Deus, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem

domingo, 8 de novembro de 2015

Eu levo o Brasil nos ombros


Deus nos chama de Sacerdotes.
Somos um reino de sacerdotes.
Sobre os ombros do Sumo Sacerdote, havia duas pedras de Ônix, onde estavam escritos os nomes das doze tribos de Israel.
Também sobre o seu coração havia uma peça de sua vestimenta, chamada de Peitoral do Juízo, onde estavam encrustradas 12 pedras preciosas e sobre as pedras escritos novamente o nome das doze tribos de Israel.

Cada vez que o Sumo Sacerdote se apresentava diante de Deus, precisava esta assim paramentado, com todas as peças de sua roupa, e isso nos remete a um pastor de ovelhas, que levava muitas vezes uma ovelha desgarrada, ou uma ovelha que precisava de um cuidado especial sobre os ombros...

Sim há uma responsabilidade nossa para com as pessoas que Deus confia ao nosso redor, como nossa própria família, parentes, amigos, irmãos nas congregações onde frequentamos, pessoas com quem trabalhamos e estão sob nossa autoridade, ou ainda pessoas que estão sobre a nossa vida como autoridades, sejam na empresa onde trabalhamos, sejam governandes de nossas cidades, estados ou nação... Entre as funções sacerdotais, A INTERCESSÃO, é uma responsabilidade sem a qual não podemos nos apresentar diante de Deus. É como se não fôssemos aceitos em Sua Presença, se não cumprissemos a função de levarmos as pessoas como sobre os nossos ombros diante do Criador dos Céus e da Terra.

Assim sentimos que precisamos como cristãos nesta nação, nos apresentarmos Diante do Nosso Deus, levando O Nosso Brasil, levando as famílias do nosso povo, levando a nossa nação que é tão rica, tão abençoada, tão grande e que tornou-se motivo de escárnio e de zombaria em todo mundo, pela corrupção como nunca se viu antes; pela crise institucional, política, econômica e social que vivemos.

Os sacerdotes não podiam apenas levar os nomes das tribos de Israel, como um peso. Não é apenas pela responsabilidade que temos... TEM QUE SER POR AMOR. Por esta razão os nomes das doze tribos também estavam sobre o coração do Sacerdote, pois ele fazia parte daquele povo, eram os seus irmãos.

Assim temos que clamar e clamar para Aquele que pode nos ouvir e tem poder para mudar a nossa sorte. Temos que clamar nos arrependendo de nossos pecados, porque não são "ELES", somos "NÓS". Os pecados que temos cometido são do nosso povo contra o Deus vivo, e assim como o Juízo de Deus pode afetar a toda a nação, a Bênção do Deus de Amor, pode restaurar e abençoar todo o nosso povo.

O Mar de Lama que te corrido do coração do Brasil, (as Minas Gerais), e que tem chegado até O Espírito Santo, tem que ser interpretado por todos nós, como um sinal de que precisamos fazer algo!

Quando O Grande Rei Salomão foi inaugurar O Templo Suntuoso que tinha construído ao Nosso Deus, por desejo de David, seu pai, o Rei de Israel disse a Deus: 

"Se o céu se fechar e não houver chuva, por terem pecado contra ti; se orarem, voltados para este lugar, e confessarem o teu nome, e se converterem dos seus pecados, quando tu os afligires, ouve então do céu, e perdoa o pecado dos teus servos,...
Se houver na terra fome ou peste, se houver crestamento ou ferrugem, gafanhotos ou lagarta; se os seus inimigos os cercarem nas suas cidades; seja qual for a praga ou doença que houver;...
Se o teu povo sair à guerra contra os seus inimigos, seja qual for o caminho por que os enviares, e orarem a ti,...
Se pecarem contra ti (pois não há homem que não peque), e tu te indignares contra eles, e os entregares ao inimigo, de modo que os levem em cativeiro para alguma terra, longínqua ou próxima; se na terra para onde forem levados em cativeiro caírem em si, e se converterem, e na terra do seu cativeiro te suplicarem, dizendo: Pecamos, cometemos iniqüidade, procedemos perversamente; se eles se arrependerem de todo o seu coração e de toda a sua alma,.." (Trechos de 2Cr 6:26-38)

ao que Deus lhe respondeu:

"e se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face, e se desviar dos seus maus caminhos, então eu ouvirei do céu, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra." (2Cr 7:14)

É claro que existe solução para O Brasil. Esta solução está em Deus.

Nestes dias um deputado federal, cristão, ousadamente falou de Deus, na Casa do Povo, o Congresso Nacional. Ele citou a resposta de Deus ao clamor de Salomão e citou 7 verbos usados nesta resposta. 4 verbos (4 ações que dependem de nós).

Humilhar. Reconhecer que precisamos Dele; que fizemos tudo errado; que confiamos em pessoas que não eram dignas; que não somos melhores do que os que fizeram tantas coisas erradas; que não há nenhum bom sequer, nem entre os que não se importam com Deus, e nem entre os que são chamados pelo Seu Nome... Todos pecamos, todos precisamos de Sua Misericórdia e Perdão.

Orar. Orar não é falar bonito, é falar com Deus. É abrir o coração crendo que O Deus invisível é Real; e que Ele Ouve o Nosso Clamor e do Alto dos Céus, do Lugar da Sua habitação Ele pode nos responder e mudar a situação caótica na qual estamos atolados.

Buscar. Ele não está longe, ou se escondeu tão bem que não possamos achá-lo. Pelo contrário, como um pai que brinca com o filho de pique-esconde, o desejo do Pai, é que o filho lhe ache logo e lhe pendure no pescoço. Deus premia aqueles que O Buscam! O Prêmio é achá-lo.

Desviar. Abandonar os maus caminhos, se arrependender dos maus caminhos, não apenas reconhecer que fizemos tudo errado, tomar atitudes para que deixemos de praticar o que nos levou até este buraco. Arrepender-se não é apenas descobrir que você está indo para o lugar errado. Não é apenas reconhecer e ficar bravo consigo mesmo por este erro. É parar, dar meia volta e seguir no sentido contrário, voltar para a direção certa. Tomar atitudes para que a cada passo, a cada kilómetro percorrido, mais se aproxime do que é certo e mais fique distante do que era errado.

OUVIR. PERDOAR. SARAR. Deus não é surdo, ele escuta todas as nossas orações, mas, assim como nós que também não somos, escutamos muitas vezes Ele falar conosco, mas, não temos uma atitude de mudança. Deus quando ouve, quer dizer que está disposto a Agir, a mudar a situação.

O Nosso problema era com Deus. e Por isso, muitos esperam a Cura, mas, sem O Perdão, não há mudança! O problema não foram os erros que cometemos, eles apenas são frutos de termos abandonado a Deus, de tocarmos a nossa vida como se Deus não existisse ou como se Sua Vontade e Palavra fossem desprezíveis.

Muitos querem a cura, o milagre, as bênçãos, a restauração, mas, nada destas coisas nunca estará na frente do Perdão. Se clamarmos a Deus, sem esta dimensão, é porque ainda não entendemos e talvez fiquemos um pouco mais nesta situação onde estamos, ou talvez ainda as coisas piorem um pouco mais, porque precisamos nos ARREPENDER, para que Deus possa nos PERDOAR.

Vamos juntos então. Isso não é trabalho de uma pessoa, ou um grupo apenas. Nós somos O Corpo de Cristo e está escrito: "CRISTO EM VÓS, ESPERANÇA DE GLÓRIA". É Deus em nós, em nossas diferenças, em nossas dificuldades de nos entendermos, de concordarmos, mas, no reconhecimento que precisamos totalmente Dele e precisamos uns dos outros. Na constatação que sem Deus nós nada podemos fazer. Não há um herói em nosso meio, a não ser Jesus, que na humlhação da Cruz, cumpriu a Vontade do Pai para que fossemos perdoados e transformados. A ELE TODA A GLÓRIA!

DEUS SARA A NOSSA NAÇÃO!

Paulo de Tarso, Apóstolo 
Igreja Apostólica Betlehem